Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

A cada ano, há mais de cem anos, cristãos de várias Igrejas dedicam a semana preparatória para a festa de Pentecostes a orar especialmente pela unidade das Igrejas cristãs. É a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Desde o final do século XIX, o papa Leão XIII exortava os católicos a participarem dessa iniciativa e orar ao Espírito Santo por esse dom da unidade visível das Igrejas, elemento fundamental para a missão cristã e para o testemunho do evangelho.

Atualmente, aqui no Brasil, as iniciativas da Semana de Oração são coordenadas pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) e o convite para celebrarmos essa semana foi assinado pelos bispos e pastores que compõem o conselho de direção do Conic, entre os quais Dom Manoel João Francisco – Bispo de Chapecó-SC e presidente da instituição. Tem início na Solenidade da Ascensão do Senhor, no dia 12 de maio, quando se celebra também o “47º Dia Mundial das Comunicações Sociais”, ainda enriquecido com a mensagem do Bispo Emérito de Roma – Papa Bento XVI, com o Tema: “Redes Sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização”.

Neste ano de 2013, inclusive, a 51ª Assembleia Geral da CNBB aprovou a proposta da “Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso”, presidida pelo Bispo de Barra do Piraí – Volta Redonda-RJ – Dom Francesco Biasin, a realização de uma nova Campanha da Fraternidade Ecumênica para o ano de 2016. O que representa mais um sinal das Igrejas do Brasil para o crescimento do diálogo entre as igrejas cristãs, especialmente aquelas que são filiadas ao Conic.

A cada ano, um grupo ecumênico é convidado a elaborar o material da Semana de Orações com uma introdução teológica e roteiros para celebrações e orações em comum. Nesse ano de 2013, o material preparatório foi elaborado pelos irmãos e irmãs da Índia, país muito marcado por sofrimentos e esperança e onde o cristianismo está em profundo diálogo com as religiões orientais.

O tema geral proposto para essa semana é tirado do livro do profeta Miquéias: O que Deus exige de nós? O próprio texto escolhido responde: “O que Deus pede de nós consiste em praticar a justiça, procurar a bondade e viver com simplicidade diante de Deus” (Mq 6, 6- 8).

O profeta Miquéias era um lavrador e no século VIII e VII antes de Cristo revela que podemos viver a intimidade com Deus não somente na prática de cultos religiosos, mas no caminho da realização do projeto divino para o mundo. Mais tarde, Jesus disse: “Não são as pessoas que dizem Senhor, Senhor que entram no reino de Deus, mas as que praticam a vontade do meu Pai que está nos céus” (Mt 7, 21). Há 50 anos, o Concílio Vaticano II nos ensinou que essa vontade do Pai é a unidade de toda a família humana e as Igrejas cristãs devem ser sinais dessa unidade. O papa João XXIII, convencido de que os elementos que nos unem são muito mais importantes e numerosos do que o que nos separa, pedia que valorizássemos mais esses aspectos positivos. É com esse espírito que convido vocês todos, irmãos e irmãs da nossa arquidiocese a entrar nesse caminho e orar nessa semana anterior a Pentecostes pela unidade das Igrejas cristãs. A benção dessa celebração pascal desça sobre vocês e ilumine a todos!

Dom Antônio Fernando Saburido
Arcebispo de Olinda e Recife



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!